Você, a Energia e os Ambientes

9 de julho de 2011

Quando acontecem situações embaraçosas na vida ou em casa e não há uma explicação óbvia ou lógica (brigas repentinas, desavenças, ruídos estranhos, perdas, etc…) ou em casos de patologias não diagnosticadas clinicamente, são oportunidades em aprender o que há por trás.

Normalmente aguçam-se os neurônios para tentar se convencer em uma causa que seja óbvia nos padrões de conhecimentos pessoais, mas se mesmo assim ainda não for convincente, é uma ótima oportunidade para evolução da mente – “possibilitar o entendimento”.

Muitas vezes, por motivos pessoais e pelos padrões educacionais e sociais, ainda há forte resistência em falar sobre “energia”. Não se discute sobre este assunto e muito menos tentam conhecer “este algo maior”, por não ser exato e que vai além da capacidade de raciocínio.

Vamos fazer uma pequena reflexão e um rápido e simples exercício, antes de entrarmos na questão de energia. Permitir observar e estarmos no aqui e agora.

Falaremos inicialmente do ”ar”:

Vamos senti-lo…

 Coloque uma das mãos ao lado da sua cabeça, próximo a orelha e faça um movimento para frente e para trás, abane sua orelha…

Você passa a senti-lo através do vento.

Percebe o movimento? o efeito? Um exercício muito simples, não? 

 Se tentarmos enxergar, não o enxergará. Não tem cheiro, podemos até sentir outros aromas, pois ele é inodoro e se tentarmos pegá-lo, não conseguirá.

Agora, reflita um pouco a respeito, neste momento você possibilitou sentir o movimento do ar, percebe que está presente, que existe, está em pleno movimento, é indispensável à sobrevivência, está contido de energias positivas e negativas, faz parte de VOCÊ. Está contido dentro de VOCÊ.

Há possibilidade em o ar fazer mal?

Digo que o ar não, mas dependendo do que está contido, sim.

Quando o ar estiver interferido por ondas de forma negativa (substâncias tóxicas lançadas, influências vibracionais com potência superior a capacidade de absorção humana sonora ou eletrostática, vibrações de formas-pensamento negativas e etc..) e por sua vez predominarem e superarem as expectativas para prevenção da saúde humana, logicamente será prejudicial.

 Agora, vamos fazer uma reflexão um pouco mais profunda, sobre “energia”.

É sabido, por comprovações científicas, que pertence a um campo muito vasto, que tudo é energia, ela é o início de tudo, é algo inerente aos seres vivos, compõe todo o universo, além de muitos outros fundamentos e entre eles que os seres vivos a emanam e está no ar, então como está a sua? Muito bem….

Possibilite também a refletir sobre uma pequeníssima parte dela:

Pode-se Influenciar a energia por diversas formas vibracionais, entre elas por sons, cores, luz, objetos e com emoções – forma-pensamento, etc.

Para vivenciar o quanto as emoções influenciam na energia do corpo, vamos fazer um pequeno exercício.

Antes de fazê-lo, leia até o final, pois permanecerá de os olhos fechados:

 Inicialmente olhe fixo para uma determinada direção.

Em seguida feche seus olhos e lembre um fato que trouxe uma satisfação muito grande, alegria, felicidade, prazer.

Após lembrar coloque as duas mãos no coração, paralelamente, uma mais encima a outra mais abaixo, apontando para sentidos contrários.

Permaneça por um minuto nesta sintonia de olhos fechados.

Por último simplesmente abra seus olhos.

 Se, você fez o exercício com o coração aberto, a emoção fará com que ocorra uma sensação diferente.

O que é emoção? “é energia”.

Assim, comprova as influências sofridas e impostas por nós mesmos. Por não dar a devida atenção, não possibilita sentir o momento e não avalia se está mais negativo ou mais positivo.

Digo que, há inúmeras maneiras internas e externas que influenciam no campo energético.

Se o corpo emana energias e também as absorve, como no processo da respiração, na inalação e exalação, subentende-se que libera-se ondas de energias ao ar e todos as recebem. Todos liberam as energias ao ar e as recebe. Todos os seres vivos estão interligados pelas energias.

Chamo a atenção para aquele que, mesmo assim, coloca a energia como algo distante de si e não se preocupa com as atitudes e pensamentos.

 Como isto reflete em nossas casas?

No interior das casas, estão contidas energias emanadas por tudo e por todos, principalmente pelos moradores.

A vibração humana é uma das energias que interferem no ambiente de uma casa, existem outras.

As energias predominantes na casa são as dos moradores, por permanecerem mais no interior, maior freqüência e pelas intenções colocadas.

Se, o morador entrar em uma sintonia emocional negativa (raiva, rancor, mágoa, desentendimento, palavras pesadas, negatividade, bebidas, drogas, etc.), será este tipo de energia que predominará no ambiente e influenciará em todo o ambiente.

Um exemplo simples e cotidiano é ao freqüentar um local e sente o desconforto – “nossa este lugar está carregado”.

Por tudo isto, que é importante prevalecer nos ambientes um bom nível de pensamentos, fazer orações, vibrar positivamente, meditar, ouvir sons agradáveis, iluminação adequada e colocar objetos com boa vibração.

Se mesmo assim, preferir por ignorar o assunto, se colocar no papel de vítima sem procurar entender o que se passa, ter medo em acessar algo tão desconhecido e por questões pessoais, sinto muito perderá uma grande oportunidade e permanecerá na involução.

 A Radiestesia é uma das formas de detectar as energias da casa ou pessoal (humana).

Boas energias à todos……….

 

Digg This
Reddit This
Stumble Now!
Buzz This
Vote on DZone
Share on Facebook
Bookmark this on Delicious
Kick It on DotNetKicks.com
Shout it
Share on LinkedIn
Bookmark this on Technorati
Post on Twitter
Google Buzz (aka. Google Reader)

Não há posts relacionados.

Categoria: Feng Shui,Qualidade de Vida,Radiestesia

Tags:,

Deixe um Comentário

(obrigatório)

(obrigatório), (Oculto)

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

TrackBack URL  |  Feed RSS para comentários sobre este post.


SER VOCÊ

Follow us

Categorias

Tags

Facebook

Twitter SER VOCE

    Favoritos